Arquivo da tag: chico buarque

Enterraram o Chico Buarque?

LUÍS ANTÔNIO GIRON

Demorei para ouvir o novo CD de Chico Buarque de Holanda, intitulado Chico (Biscoito Fino). E eu estava longe da redação quando o produto foi lançado. Isso me impediu de participar das discussões em torno do novo trabalho, o primeiro em cinco anos, daquele que é considerado um dos grandes compositores e astros da MPB – esta sigla que mais parecia um partido do que um movimento musical… Mas, espere aí, onde estão os críticos, os debates, a atenção devida a um artista da importância de Chico?

É impressionante como os brasileiros lincham os totens que veneravam havia pouco. E o que dizer do totem maior? Não há pior castigo que a indiferença, sobretudo para um artista tão incensado como foi Chico ao longo de sua carreira, iniciada em 1964. As suas novas canções não tocam em lugar nenhum, nem em rádio às antigas, nem em canais de internet. Televisão, nada. Há pilhas de discos sobrando no canto das livrarias com os álbuns dele. O artista de 67 anos também não está fazendo shows, apesar de ele ainda possuir um grande números de admiradores, até mesmo entre pessoas de novas gerações. Independentemente do que se pensa sobre a qualidade do seu trabalho, Chico mereceria mais análises, mais diálogos, merecia talvez ser até mesmo mais espinafrado. Mas nada… o nada não é justo para um artista do calibre dele.

Quem sabe eu esteja a errar mais uma vez, como tantas outras, mas não li nenhuma resenha digna de Chico Buarque, o disco. A impressão é de que não existe mais capacidade intelectual para lidar com um simples disco de artista brasileiro. Não quero soar presunçoso. Ao contrário, talvez eu mesmo não consiga mais entender o que se passa – e me falte capacidade mental de abordar mais um disco de sambista. Assim, sentindo-me um miserável crítico, venho a público tentar escrever via internet algo que possa servir para algum eco. Que possa o eco… É óbvio que o eco também é impotente: ele ricocheteia nas pedras duras das almas. O eco não passa de um estertor idealista que morre ao atingir um penhasco mais distante.

Continuar lendo

Anúncios

Chico Buarque e Silvio Rodriguez